Haitianos pedem Ajuda e Sugerem Programa de Inclusão.


Haitianos pedem Ajuda e sugerem Programa de Inclusão.

 

                        A Professora Cátia Pisetta que presta serviço como professora aos Haitianos, é uma porta-voz deles no Município de Pouso Redondo e diante dessa proximidade vem solicitar ao Poder Executivo Municipal, que se possível seja, elaborar um programa de inclusão social na cidade de Pouso Redondo para capacitar os homens, mulheres e jovens da Comunidade Haitiana. Se faz necessário para que possam exercer as funções de acordo com a realidade de nossa cidade e região. É sabido que os Haitianos que vieram ao Brasil e em especial para Pouso Redondo à procura de melhor qualidade de vida, necessitam de trabalho para poderem levar o sustento aos seus familiares, assim a professora fez apelo a toda a população na tribuna da Câmara Municipal durante a 6ª Reunião Ordinária onde explanou sobre a situação precária em que se encontram os Haitianos residentes em Pouso Redondo.

 

                        “Existe uma grande preocupação com a chegada da estação de Inverno, onde é sabido que eles não estão acostumados e nem preparados para essas situações, por ainda não terem em suas residências, roupas de cama, colchões e roupas de uso pessoal, para que possam enfrentar com o mínimo de dignidade essa situação.”  Disse Professora Catia.

 

                        Cátia, elencou ainda, alguns pontos necessários de atenção pelo poder Público Municipal, como:

 

  1. Disponibilização de terrenos para a realização de projeto com os haitianos, chamado “Horta Comunitária” para que eles possam cultivar os produtos que eles têm maior familiaridade inclusive do próprio Haiti.

 

  1. Local de referência para atendimento da Comunidade de Haitianos onde eles possam repassar as suas maiores necessidades, efetuarem cursos profissionalizantes e de capacitação, com a nossa realidade como ensinamentos de nossa região, para que eles possam receber proventos de seus trabalhos realizados e assim sustentarem suas famílias.

 

  1. Espaço para que se possa fortalecer a cultura e costumes em Pouso Redondo, e possam preparar documentação para a comunidade haitiana.

 

  1. Cadastro completo de todos os haitianos residentes em Pouso Redondo, facilitando assim todos os trâmites junto ao poder público.

 

                        Hoje a comunidade haitiana em Pouso Redondo conta com aproximadamente 300 pessoas, que estão necessitando de capacitação para adentrarem no nosso mercado de trabalho. Os haitianos estão incluídos no programa do governo federal do Enseja onde se procura auxiliar um pouco com a realidade de nosso país. No próximo semestre será incentivada a realização de aulas específicas de português para que eles possam ao menos poderem se comunicar, ressalta-se a grande dificuldade das mulheres haitianas em falar nosso idioma.

 

                        O Vereador Hófenas Deodato Bini, apresentou também na 6ª Reunião Ordinária da Câmara Municipal, indicação de nº 024/2020, solicitando a implementação de um programa de socialização para a comunidade haitiana na realidade municipal.

 

                        O Representante da Comissão dos Haitianos de Pouso Redondo chama-se Emmanuel T-mano Lindor, que está neste momento auxiliando em tempo integral a Comunidade Haitiana por estar temporariamente desempregado, se coloca à disposição de toda a população por entender e falar o português deixa o seu contato para maiores esclarecimentos (47) – 99230-5614. , Para tentar encontrar juntamente com a comissão uma maneira digna de sobrevivência a toda a comunidade haitiana.

 

                        A Câmara Municipal de Pouso Redondo, através de sua presidência se coloca à disposição para auxiliar no que estiver ao seu alcance.

 

Por Fábio Campos