Vereadores Apelam para o conserto da Pista de Rodagem na BR 470 Trecho Urbano.

Mais Imagens



                     Esse assunto sobre os consertos da pista de rodagem, foram tratados no início da tarde desta terça feira (19). Estiveram em audiência com o Superintendente Regional do DNIT, Dr. Ronaldo Carioni Barbosa, os vereadores Ailton Sardo, Sergio Reif, Samuel Rocha e Claudir Pires de Moras além do chefe de gabinete, Fábio Campos.  O superintendente deixou esclarecido que todos os contratos agora com as prestadoras de serviços para com o  DNIT, tem por força de contrato o conserto da pista de rodagem pelo período de 5 anos de garantia, contra quaisquer contratempo que possam ocorrer.

                        Conforme a moção de apelo nº 002/19, aprovada pela Câmara Municipal de Pouso Redondo, apelando que o DNIT contate a empresa que fez a recuperação (revestimento), nos últimos meses do ano de 2018, pois entre os quilômetros 175 e 176 já abriram vários buracos e não se pode acreditar que uma manutenção que ocorreu, a menos de seis meses, já apresente problemas e esteja se deteriorando pela ação do tempo.

                        Ainda temos a situação do quilometro 174, desta rodovia, onde existe um trevo de acesso à grandes empresas do município e comunidades rurais, onde os veículos possam precisam do acostamento para poder transitar e, como consequência, os buracos existentes causam danos aos veículos, além de ser um risco eminente a todos, sejam pedestres ou motoristas.

                        Como é de conhecimento de todos a Rodovia BR 470, tem intenso fluxo de veículos e são necessárias melhorias contínuas, pois, a mesma se deteriora gradativamente e com isso, as condições de uso se tornam difíceis, comprometem muito a segurança de seus usuários.

                        Assim sendo a Câmara Municipal de Pouso Redondo vem APELAR ao DNIT a realização das melhorias necessárias e solicitadas dentro do perímetro urbano do Município de Pouso Redondo.

                                                                                              Por Fábio Campos, Chefe de Gabinete